Estante do Refúgio: Dezembro 2014

30/12/2014

"Feliz ano novo, adeus ano velho…"


"Quando 2014 começou, ele era todo seu. Foi colocado em suas mãos.
Você podia fazer dele o que quisesse.
Era como um livro em branco, e nele você podia colocar um poema, um pesadelo, uma blasfêmia, uma oração.
Podia... Hoje não pode mais; já não é seu.

É um livro já escrito. Concluído.
Como um livro que tivesse sido escrito por você, ele um dia lhe será lido, com todos os detalhes, e você não poderá corrigi-lo.
Estará fora de seu alcance.

Portanto, antes que 2014 termine, reflita, tome seu velho livro e o folheie com cuidado.

Deixe passar cada uma das páginas pelas mãos e pela consciência; faça o exercício de ler a você mesmo. Leia tudo...

Aprecie aquelas páginas de sua vida em que você usou seu melhor estilo. E aquelas que você conheceu pessoas maravilhosas, aquelas que você se  divertiu fazendo o que mais gosta. Leia também as páginas que gostaria de nunca ter escrito.
Não, não tente arrancá-las. Seria inútil.
Já estão escritas.

Mas você pode lê-las enquanto escreve o novo livro que será entregue.
Assim, poderá repetir as boas coisas que escreveu, e evitar reescrever as ruins.

Para escrever o seu novo livro, você contará novamente com o instrumento do livre arbítrio, e terá, para preencher, toda a imensa superfície do seu mundo.

Se tiver vontade de beijar seu velho livro,  beije-o.
Se tiver vontade de chorar, chore sobre ele e, a seguir, coloque-o nas mãos do Criador. Não importa como esteja...

Ainda que tenha páginas ruins,  entregue e diga apenas duas palavras: Obrigada e Perdão!

E, quando 2015 chegar, lhe será entregue outro livro, novo, limpo, branco e todo seu...

O qual você irá escrever o que desejar…"

- Desconhecido

29/12/2014

Fazendo meu filme 1, 2, 3 ou 4? - Resenhas


Oi galerinha, hoje eu vim aqui fazer uma resenha um pouco diferente. Para quem não viu a resenha de Fazendo meu Filme 1, clique aqui. Para eu não ter que fazer uma resenha de cada livro, para não ficar muito repetitivo, resolvi fazer uma resenha só comparando os livros entre si. Vamos lá?

Sinopse: "O livro mostra a história de Estefânia Castelino Belluz, a Fani. Cercada por personagens não menos cativantes e curiosos, nossa adorável menina vive uma história cheia de suspense, revelações surpreendentes e fortes emoções, agora, na Terra da Rainha. Partindo para uma vida longe dos antigos amigos, de sua família e de seu amor, ela conhece melhor seus sentimentos e passa a conviver com tantos outros até então desconhecidos. Hábitos e costumes diferentes, nova rotina, língua estrangeira. Essas mudanças são comuns aos que se aventuram a fazer um intercâmbio cultural em um outro país. Mas como será que Fani, uma garota encantadora, um tanto quanto tímida e cheia de vida, reage a tantas novidades?
Sem deixar de lado as amigas inseparáveis, a adolescente, que agora completa 17 anos, se comunica diariamente com sua turma por meio de e-mails e de conversas via MSN repletas de novidades sobre Brighton. É cada acontecimento! Tudo merece ser compartilhado! Apaixonada por filmes, Fani mal sabe que suas experiências na Inglaterra, onde foi muito bem-recebida por sua nova família, servirão como trailer para um de seus longas mais gostosos de serem vistos. Ou melhor, vividos."

Gente, Fazendo meu Filme 2 é o menos legal de todos. Sou apaixonada pelo romance entre o Leo e a Fani, e nesse livro eles não se encontram pois ela estaria na Inglaterra. Isso acabou me desanimando um pouco, mas sem esse livro, o Fazendo meu filme 3 ou 4 não teria sentido algum, então eu amo Fazendo meu filme 2 igualmente hahahaha.


 Sinopse: "O livro começa com Estefânia Castelino Belluz, a Fani, personagem central do romance, retornando de uma temporada na Inglaterra com onze quilos a mais em relação ao início da viagem. Ao voltar para casa, percebe que sua mãe quer continuar dizendo o que ela deve ou não fazer, algo que ela não aceita muito bem, pois se acostumou a tomar as próprias decisões durante sua estada no exterior, vivendo longe dos amigos, da família e conhecendo melhor seus sentimentos.
'Nesse terceiro livro, Fani vai ter que amadurecer ainda mais. Agora, ela vai ter de pensar qual curso de faculdade realmente é o mais indicado para ela e deverá se readaptar à antiga vida ao voltar do intercâmbio. Como consequência, irá passar por alguns conflitos familiares. Pela primeira vez, ela vai vivenciar a experiência de um namoro sério e vai ter de viver situações inteiramente novas por causa disso', afirma Paula Pimenta."

Fazendo meu filme 3 é FAN - TÁS - TI - CO. É um livro repleto de emoções e aventuras. Eu engoli esse livro em poucos dias e chorei desesperadamente nas últimas 100 páginas. Acho que nunca chorei tanto em um livro, como esse. Sofri junto com a Fani, a cada descrição que eu lia meu coração apertava um pouco mais. Acho maravilhoso quando lemos livros que nos tocam dessa maneira, e por isso ele se tornou um dos meus preferidos.

 Sinopse: "Último livro da série Fazendo Meu Filme. Com muita aventura, romance e muito cativante. Fani, a personagem principal, corre em busca de seus sonhos."
Eu amo esse livro só porque ele me faz acreditar que podemos viver finais felizes. Foi o maior livro que já li, mas isso não foi nenhuma barreira. Amei o fato dele ser grande, pois eu vou sentir muita saudade da Fani, então a despedida foi dividida em 600 páginas, deixando as coisas um pouco mais fáceis. 


A série Fazendo Meu Filme é fantástica. Ela pode tirar todas as dúvidas de adolescentes e explicar todos os sentimentos que podemos sentir. É uma história que pode te fazer gargalhar e chorar. Uma dica: meninos que querem entender as meninas precisam ler esse livro hahaha. Com certeza a Paula Pimenta se tornou minha escritora favorita (juntamente com o John Green hahaha).
É difícil decidir qual é o meu preferido, talvez o 1, 3 ou 4 (viu como é difícil?). Cada livro tem um toque especial e um motivo para ser o meu preferido, por isso eu digo, sem dúvidas, que a melhor série que eu já li foi Fazendo Meu Filme, independente do livro. 
Espero que tenham gostado!
Beijos da Mands

26/12/2014

5 Livros marcantes


1. A Culpa é das Estrelas


ACEDE marcou minha história pelo simples fato dele ter feito eu amar os livros. Antes de ler esse livro eu só havia lido aventuras, e não que eu não goste desse tipo de história, mas minha verdadeira paixão são dramas e romances e eu só animei em ler livros quando li este aí, não é atoa que ele é meu livro preferido!

2. Fazendo meu filme 3


Este marcou minha história só por ter sido o que eu mais chorei na vida!!! (Resenha em breve)



Marcou porque foi o primeiro livro que eu terminei em dois dias e eu AMEI! Hahahaha



Esse livro me assombrou por duas longas semanas. Apesar de ter amado ele, eu chorava intensamente sem motivo algum só de lembrar da existência dele e até hoje eu não gosto nem de olhar para ele, apesar de ser um dos meus preferidos (é difícil entender, por isso que ele é marcante)



Amo só porque eu aprendi a me amar acima de qualquer coisa (valeu Isabela) <3

Beijos da Mands!

24/12/2014

TAG: Isso ou aquilo?


Oi gente, hoje eu vim com uma TAG super legal que veio do blog da Raissa Falcão, espero que gostem.

1.) E-book ou livro?
Livro, mil vezes livros! Não consigo ler e-books de maneira alguma, preciso daquele "cheirinho" do livro para me incentivar hahaha

2.) Capa dura ou mole?
Tanto faz, mas as capas duras sempre são mais bonitas e duram bem mais, né?

3.) Ficção ou não-ficção?
Gosto dos dois, mas prefiro não-ficção para dar uma fugida do mundo real!

4.) Harry Potter ou Crepúsculo?
Harry Potter. Particularmente eu não curto muito Crepúsculo, apesar de nunca ter lido os livros.

5.) Comprar ou pegar emprestado?
Comprar. É uma decepção pegar emprestado e não ter aquele livro perfeito na sua estante </3

6.) Livro único ou série?
Série, porque elas deixam com gostinho de quero mais hahaha

7.) Livraria física ou online?
Na minha cidade não tem livraria, gente :( mas quando eu viajo, eu prefiro a livraria física, sem dúvidas

8.) Livro longo ou curto?
Independente do tamanho acho legal a história ter conteúdo. As vezes o livro é curto demais e ficam algumas coisas sem explicar, e as vezes o livro é longo demais e acaba ficando enjoativo pela falta de conteúdo. Então eu acho que um livro precisa ter um tamanho certo, até mesmo porque não compro livros pelo tamanho.

9.) Drama ou ação?
Drama <3


10.) Ler no seu canto ou tomando sol?
No meu canto, no meu quarto, ouvindo música <3


11.) Chocolate quente, café ou chá?
Café quando está calor e chocolate quente quando está frio *-*


12.) Ler resenha ou decidir por si?
Sempre costumo a ler resenhas antes, os livros que eu não li as resenhas e comprei não foram tão bons :(

Então foi isso, espero que tenham gostado.
Beijos da Mands

22/12/2014

Decorando com livros


Oi gente, tudo bem?
Hoje eu vim aqui pra mostrar para vocês umas ideias bem bacanas de decoração de ambiente com livros, meu quarto novo com certeza vai ter algo relacionado a isso e achei super legal dividir isso com vocês, vamos conferir?









Espero que tenham gostado, achei a cadeira rosa a mais linda de todas!!! 
Beijos da Mands, e até a próxima

19/12/2014

Toda garota...


“Toda garota tem um tênis velho que não consegue parar de usar, e aquela música que não consegue parar de ouvir. Toda garota precisa de um elogio pra se sentir bonita, e de uma maquiagem pra se sentir confiante. Toda garota já chorou até dormir ou riu quando não deveria. Toda menina tem aquele momento que desejaria esquecer, e aquele que nunca irá esquecer. Toda garota tem aquele jeans preferido, e aquele sapato que machuca. Toda garota tem medo de algo, ou se sente insegura perto de alguém. Toda garota tem aquele garoto que não importa o quanto a machuque, sempre terá seu coração. Toda garota tem TPM, e só um chocolate resolve. Toda garota já desejou ser outra garota. Toda menina já se olhou no espelho e se sentiu horrível ao ponto de não querer sair de casa. Toda garota já apertou o pé no sapato para caber, ou a barriga para emagrecer. Toda garota já sonhou com o príncipe encantado e já se perguntou aonde ele estaria. Toda garota já beijou o cara errado e se arrependeu.”

- Desconhecido. 

17/12/2014

10 frases de livros que eu levo para minha vida


"Coração de vidro, ora quebra, ora corta."
- Não se apega, não

"Esse é o problema da dor, ela precisa ser sentida."
- A Culpa é das Estrelas

"Tu tornas eternamente responsável por aquilo que cativas."
- O Pequeno Principe

"Não vale a pena viver sonhando e se esquecer de viver."

- Harry Potter

"Desapegar: remover da sua vida tudo que torne seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem para os distraídos."
- Não se apega, não

"Nunca se envergonhe do que sente. Você tem o direito de sentir qualquer emoção e de fazer o que o deixa feliz."
- Demi Lovato 365 dias

"Se o plano 'A' não der certo, lembre-se: o alfabeto tem mais 25 letras."
- 365 dias Extraordinários

"É possível amar muito alguém, ele pensou. Mas o tamanho do seu amor por uma pessoa nunca vai ser páreo para o tamanho da saudade que você vai sentir dela."
- O Teorema Katherine

"O para sempre é composto de agoras."
- Cidades de Papel

"O essencial é invisível aos olhos."
- O Pequeno Principe

15/12/2014

A Menina que Roubava Livros - Filme



Sinopse:

"Adaptação de A Menina que Roubava Livros, do australiano Markus Zusak, o filme acompanha a história de Liesel Meminger (interpretada pela canadense Sophie Nélisse. Durante a Segunda Guerra Mundial, Liesel e seu irmão são deixados pelos pais e adotados por um casal vivido por Geoffrey Rush (O Discurso do Rei) e Emily Watson (Anna Karenina). O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. Ela aprende a ler com o incentivo de sua nova família e Max, um judeu refugiado que eles escondem baixo às escada. Para Liesel e Max, o poder das palavras e da imaginação se transformam em escape dos tumultuosos eventos que acontecem ao seu redor. Em meio ao caos, a jovem encontra refúgio na literatura para sobreviver. Ajudada por seu pai adotivo, ela passa a roubar livros e descobrir neles a esperança perdida durante a guerra."

Oi gente, tudo bem?
Na semana passada eu assisti "A Menina que roubava livros" que eu já estava a meses querendo ver. O filme é fantástico e produtivo, quem está estudando a época nazista ou a segunda guerra mundial não pode deixar de vê-lo. 
O que eu mais gostei no filme, é que normalmente quando livros vão para as nossas telas eles perdem a riqueza do vocabulário e uso de metáforas, só que nesse filme isso não ocorre, o uso de metáforas (lindas e ricas) é frequentemente aplicado e isso foi o que mais me chamou a atenção.
Outra coisa que eu amei, é que o filme é narrado pela morte e isso faz com que enxerguemos ela de uma forma totalmente diferente. A morte diz que trabalha muito nas guerras, trabalha para os piores vilões, para hospitais ou algo relacionado, e, pelo menos eu, nunca tinha enxergado a morte como uma pessoa, acredito que isso deixou a história ainda mais empolgante. 


Eu já queria ler o livro "A menina que roubava livros", e agora eu não posso deixar de lê-lo de maneira alguma, o uso de metáforas escritas deve ser maior ainda!
Sem dúvidas o filme levará 5 estrelas.
Beijo da Mands e até a próxima!

12/12/2014

Lista: 3 covers que estou ouvindo ultimamente


Oi galerinha, tudo bem? Hoje eu trouxe uma lista das três covers que eu estou ouvindo com mais frequência. Sou apaixonada por covers, a música sempre parece que tem um toque especial. Vamos conferir?


"Estou acordando, sinto isso em meus ossos
O bastante para explodir meus sistemas
Bem-vindo à nova era, à nova era
Bem-vindo à nova era, à nova era
Oh, oh, sou radioativo, radioativo
Oh, oh, sou radioativo, radioativo"


"Sinto algo tão errado
Fazendo a coisa certa
Eu não poderia mentir, não poderia mentir, não poderia mentir
Tudo que me derruba me faz querer voar"

(Pulem para 0:36)

"Bem, você só precisa da luz quando está escurecendo
Só sente falta do sol quando começa a nevar
Só sabe que a ama quando a deixa ir
Só sabe que estava bem quando se sente mal
Só odeia a estrada quando sente saudade de casa
Só sabe que a ama quando a deixa ir
E você a deixou ir"


Espero que tenham gostado!
Beijos da Mands

10/12/2014

Papo Cultura - Direitos Humanos


Hoje, dia 10 de dezembro é o dia internacional dos direitos humanos, pois no dia 10/12/1948 ocorreu a declaração dos direitos humanos, adotada pela organização das nações unidas, e eu não poderia deixar passar essa data em branco. 
Vamos começar pensando no que são exatamente os "direitos humanos". Se pesquisarmos na internet a definição, saberemos que é um direito que TODO ser humano "tem", é o direito de ser livre, falar o que deseja, ser tratado igualmente... Deveria ser um único direito aplicado a TODOS, SEM EXCEÇÕES. Mas será que isso ocorre? Será que todos os nossos direito são respeitados? Me arrisco a dizer que não.
Nós deveríamos ser todos iguais perante a lei, nenhum poderia sofrer qualquer tipo de discriminação, não poderia existir escravatura ou tortura, tínhamos que possuir o direito a julgamento e todos deveriam nascer livres e iguais.
No texto passado da coluna "Papo cultura" que eu escrevi, eu foquei muito em discriminação, e nesse eu volto a reforçar todos os meus argumentos sobre todo esse preconceito existente na sociedade. Preconceito em pleno século XXI deveria ser um tabu. Se pararmos para pensar, nosso mundo vem crescendo cada vez mais tecnologicamente falando, mas espiritualmente e humanamente, a maioria vem regredindo, infelizmente. 


Todos vivem dizendo que querem uma sociedade mais justa, mais igualitária, mas se virem um homossexual, uma mulher de short curto, um negro, um gordo, uma loira, ou algo assim, julgam a pessoa sem nem pensar no que diz: "Lá vem o viadinho", "Depois não sabe porque é estuprada", "Macaco!", "Tinha que ser gordo", "Não é atoa que ela é loira"...


Querido, vou te contar um segredo, o "viadinho" adota as crianças que você pode abandonar/espancar/estuprar... você julga a loira de short curto só porque não consegue se controlar ao ver um par de pernas para fora; o negro colaborou (e muito!) para o Brasil crescer, mesmo que de uma forma totalmente errada, eles, sim, deveriam ser totalmente valorizados; e o gordo só está aproveitando a vida, porque não tem nada melhor do que comer hahaha <3


Queria que vocês parassem de cobrar os direitos humanos, se você mesmo colabora para a violação destes. Uma mudança não vem a partir de um governo, e sim, da voz do povo. Não bote culpa no governo, a falta ou a presença de igualdade só depende de você.

08/12/2014

Sorteio - Marcadores do blog


Oi gente, tudo bem?
Tenho o prazer de dizer que agora o blog tem um marcador próprio <3
E é claro que vocês merecem um, não é mesmo? Já que eu não posso dar para tooooodos, vou sortear 5 marcadores.


As regras são bem simples, basta você seguir o blog, responder a pergunta "Por que você gosta de ler?" aqui nos comentários desse post, deixando um email válido no final da resposta. As 5 respostas mais criativas vão receber um marcador em casa!
A promoção vai até o dia 15/01/2015, você não pode ficar fora dessa!
Beijos da Mands

05/12/2014

Sorteio O Lado Bom da Vida - Resultado


Oi genteeee, tudo bem?
Enfim, hoje eu vim trazer para vocês a vencedora do sorteio do livro "O Lado bom da vida". O sorteio foi realizado no dia 01/12/2014, ou seja, quem se inscreveu depois do dia 30/11/2014 não foi incluído na lista. Mas vamos ao que interessa: e a sortuda foi.....





FRANCISA ELIZABETE, PARABÉNS!!!!

Entrarei em contato, por email, com você hoje. Caso não responda até 72h, realizarei outro sorteio e o teu nome será retirado da lista.
Queria agradecer a todos que participaram, e pedir para que não desanimem, ainda terá muitos sorteios por aqui, viu? Queria dizer também, que caso algum blog queira me chamar para sortear algo em conjunto, estou a disposição.
Beijos da Mands!

03/12/2014

De Olhos Fechados - Resenha



Nome: De olhos fechados
Autora: Lavinia Rocha
Editora: D'Plácido
Edição: 1ª
Número de páginas: 253

Sinopse:

"“Ignorar é a solução”, foi o que pensou Cecília quando alguns papéis beges começaram a surgir no seu quarto, na bolsa e nos seus livros. O que seriam aquelas ameaças e informações sem nexo? Quem estaria mandando? Como se não bastasse, a cada vez que os lê, uma imagem passa em sua mente. Talvez isso pudesse ser menos estranho se Cecília não fosse cega desde o dia que nasceu.
Para desorganizar ainda mais sua vida, Tiago – o garoto novo da escola – começa a balançar seu coração e a fazer com que sinta o que ela jamais sentiu. Sua dificuldade agora é acreditar no que sempre tentou passar às pessoas: ser cego não é sinônimo de limitação e tristeza.
Entre os desafios do dia-a-dia e da adolescência, Cecília se vê envolvida em um mistério que pode afetar sua vida e de todos os belo-horizontinos, e ela não vai descansar até descobrir – e entender – um grande segredo do passado da cidade que os livros de História jamais ousaram contar."

Oi gente, tudo bem?
Hoje eu vim com mais uma resenha de um livro perfeito de uma autora incrível (gente ela tem só 17 anos e já lançou DOIS livros!).
"De olhos fechados" é narrado, a maioria das vezes, por Cecília, que é cega. Quando esse livro chegou para mim eu não fazia ideia do que se tratava, eu só me interessei pela capa dele e pronto (vamos combinar que essa capa é perfeita, né?). Então eu fui lendo aquela história e de repente eu percebi que ela era cega! E tipo, quantos livros vocês já leram em que a garota é cega? Sinceramente, eu nunca li nenhum. 
O mais legal de tudo é que é uma história de uma deficiente visual, só que sem drama algum. Cecilia é super independente, e apesar de não enxergar, ela faz as mesmas coisas que pessoas normais, só que com sentidos diferentes.
Então, com tudo isso envolvido, eu continuei lendo o livro. No inicio, tem um romance SUUUUUPER fofo que nos prende totalmente. Depois da metade do livro, a história é focada em mistérios e profecias e foi isso que me prendeu mais ainda. Poxa, o livro era de uma menina cega que precisa salvar Belo Horizonte! E a Lavinia (autora do livro) conseguiu miscigenar bem o ramance e o mistério, afinal, isso não é uma coisa simples de se fazer.
Além de tudo, o livro possui uma escrita super leve e ótima, li esse livro em dois dias e já estou louca para comprar o outro livro da autora, que deve ser ótimo também
Enfim, depois de todos os elogios, o livro vai receber 5 estrelinhas!
Espero que tenham gostado.
Beijo da Mands

01/12/2014

Um amor, Um café e Nova York - Resenha



Nome: Um Amor, Um Café e Nova York
Autor: Augusto Alvarenga
Editora: D'Plácido
Edição: 1ª
Número de Páginas: 164

Sinopse:

"Camila sempre teve um grande sonho: viver um grande amor, como um desses de cinema. Ela só não imaginava que teria isso e muito mais, logo que conheceu Guilherme. Na véspera do aniversário de 3 anos de namoro do casal, e do aniversário de 19 anos de Camila, Guilherme surge com uma surpresa que mudaria pra sempre o romance e a vida do casal: uma viagem de um mês para Nova York. O que ele não sabia é que esse era mais um dos grandes sonhos de Camila, que vai fazer de tudo para que essa seja a melhor viagem deles. Porém, Nova York possui brilhos demais. Poderia algum deles ofuscar o do casal?"

Antes de qualquer coisa, quero um minuto de silencio para todas as lágrimas que eu gastei lendo essa perfeição... GENTE QUE ROMANCE MAIS LINDOOOOO!

"Quase três anos de namoro e mais oito meses desde o nosso primeiro encontro, eu sentia o beijo dele sempre como se fosse o primeiro. E a sensação de sempre. A melhor de todas. Os beijos nunca eram iguais, eles costumavam falar mais que tudo. Eles me seguravam quando eu sentia que poderia cair, eles falavam quando o Gui não tinha mais palavras para mim. Nossos beijos já calaram discussões, já deu mais calor que um abraço, já ninou mais que um colo e já fez mais carinho que um cafuné. Eu precisava daquele beijo por perto sempre. Ele já tinha se tornado meu porto seguro. Melhor que ele, só o dono."

Um Amor, Um Café e NY, escrito por Augusto Alvarenga (fabuloso!), entrou para minha listinha de favoritos. A maneira com que a história é narrada é leve e nada cansativa. No início do livro, era pura melação, e eu já havia lido livros assim e eu sempre acho repetitivo demais, mas o Augusto conseguiu colocar um turbilhão de sentimentos e emoções sem deixar a história enjoativa, muito pelo ao contrario, cada palavra que eu lia me fazia ler as seguintes (não é atoa que eu li -engoli- esse livro em dois dias).
O "final" dessa história é fantástico, e quero fazer um pedido para o autor: Lança o segundo urgentemente porque eu preciso saber o que vai acontecer com a Camila!


"Ele tinha um nome. Um sobrenome. Um anel que combinava com o meu. Um anel de compromisso. Aquele anel estava ali há três anos. Ele tinha um coração, que era meu. E ele tinha a chave do meu. Ele tinha aquele som… Aquele meu som favorito. A voz dele. Eu não podia deixá-lo."

Outra coisa que eu achei bem legal foi o fato de que todos os capítulos iniciam com um trecho de uma música, relacionado com o assunto do capítulo, e no final do livro tem a playlist de todas as músicas presentes no livro, confesso pra vocês: vale a pena (ou a galinha toda) ouvir cada música dessa, são fantásticas, assim como o livro!
Bem, espero que tenham gostado.
Obviamente esse livro vai levar 5 estrelas e se tiverem a oportunidade ler, não deixem de lerem, e se não tiverem oportunidade, inventem uma. Nenhum amante da leitura pode deixar de ler essa belezura!
Beijo da Mands

Desenvolvido por Ilaloá Design (2015)