Estante do Refúgio: Setembro 2014

30/09/2014

"O esquecimento só dura até se lembrar outra vez..."


"Qualquer esquecer é temporário. Você pode esquecer as chaves do carro, esquecer de pagar uma conta, você pode esquecer até de buscar seu irmão mais novo na escola. Mas uma hora ou outra, você vai acabar lembrando que esqueceu. Vai dar por falta, vai voltar pra buscar. Por isso, eu acredito que esquecer alguém talvez não seja possível, isso nunca vai acontecer. Você pode esquecer durante uma conversa, ou enquanto faz uma prova importante, você pode esquecer quando estiver beijando outra pessoa… Mas depois, minutos, horas ou anos depois, alguma coisa vai te fazer lembrar. A vontade pode diminuir, as piadas que antes pareciam engraçadas, podem não ser mais. A saudade pode desaparecer como se nunca tivesse existido. Esquecer? Esquecer não dá, não se pode esquecer o que já conheceu, já sentiu, ou gostou. Entende o que eu quero dizer? Todo esquecer é temporário, ele só dura até se lembrar outra vez."

- ANÔNIMO

29/09/2014

"Perdi meu amor para um câncer"


Gente, eu estava vendo os posts da Isabela Freitas (amo mais que a vida!) e me deparei com a história mais emocionante que eu já li em toda a minha vida. Vale a pena conferir!

"Perdi o homem da minha vida pra um câncer. Eu sou S., tenho 26 anos, trabalho com mercado financeiro e perdi meu namorado a 7 meses para uma leucemia. Fui morar em BH a trabalho em 2011 e passava muito tempo em casa sozinha. Um dia conversando com uma amiga, papo vai, papo vem ela me contou sobre um colega nosso de escola. Ele tinha descoberto que estava doente. Estava com LMA( Leucemia Mieloide Aguda). Nunca tivemos muito contato na escola. Eu sempre certinha, achava ele tonto demais, bagunceiro demais, mulherengo demais. Nunca tivemos afinidade. Pelo menos não até aquele telefonema. Ele me contou que estava bem, estava super animado e confiante, que ia sair dessa e ia me convidar pra tomar um chopp para comemorarmos.  Trocamos email e começamos a nós falar diariamente, o dia todo. Ele reclamava do clima e da comida de hospital e eu reclamava por estar longe da minha família e dos meus amigos. Arrumamos algo  em comum: A fome e a reclusão do mundo.
Como vinha para SP semanalmente, comecei a visita-lo no hospital. Depois de alguns meses não agüentando mais ficar longe de todo mundo voltei pra casa. Fiz as malas e vim embora. Felipe estava ainda em tratamento e não podia sair pra muitos lugares. Então passávamos a maior parte do tempo ou na minha casa ou na casa dele. Passávamos horas batendo papo, dormindo, rindo, comendo. Não tinha nada que eu fazia que não chamava a ele. Não tinha nada que ele fazia que não me chamava. Todo mundo começou a comentar, brincar que estávamos namorando específico. Acho que todo mundo percebeu antes mesmo de nós dois. 
Em março de 2012 depois de sessões pesadas de químios o Fe se internou para o transplante de medula. Foram longos dias sem visitas, sem notícias. Dias cheios de angústia. Quase surtei.  Chorava, chorava e chorava. Até que um dia ele me mandou uma mensagem dizendo: Palhaça, a medula pegou! To salvo! Ganhei a vida de novo.
Depois de dias de angústia pude finalmente respirar de novo.  Aos poucos fui tendo meu amigo de volta. As conversas, os filmes no sofá da sala, os restaurantes, as sessões de cinema, os bate papos.  Éramos grudados, amigos inseparáveis. Até que no dia da formatura da minha irmã as coisas mudaram. 
Naquele baile, ele me tirou pra dançar. Aquelas luzes, os papéis caindo e ele comigo. Não poderia ter sido mais perfeito. Seus braços na minha cintura e os meus no pescoço dele, como num laço ou enforcamento desastrado, e eu não conseguia pensar em nada. Nada mesmo. Eu tava ali vivendo, dançando, olhando pra dentro dele e não pensava. Caiu a ficha! Não era só amizade! Impossível ser apenas amizade.
Era amor. O maior e mais bonito que já tive até hoje. Depois daquela noite foi que a coisa desandou. Foi tudo muito rápido e intenso.  Passava mais tempo na casa dele do que na minha própria casa. Trocávamos centenas de mensagem por dia. Eu que nunca gosto muito de ninguém gostei tanto dele. Baixei a guarda, me entreguei de corpo e alma. Brigávamos muito muito muito. Mas sempre fazíamos as pazes. Pela primeira vez na vida eu senti a sensação de querer quem eu tinha. Eu o amava. Ele me amava. E apesar de um odiar o outro as vezes, o amor sempre falava mais alto. Seria tudo perfeito se a leucemia não tivesse voltado.
No final de 2012 notei o Fe calado, distante, irritado. Estava  sempre cansado, irritado, nunca queria sair. Totalmente o oposto do cara que convivi por tantos meses.  Tentei fazer com que ele me dissesse o que estava havendo mas foi inútil. Até que um dia ele me chamou pra conversar e disse q já não nós entendíamos muito bem é que achava melhor terminar nosso namoro para que não estragássemos a amizade. Fiquei devastada. Sem entender. Nossa brigas eram brigas normais. Não tinha motivos pra tudo aquilo. Pelo menos eu achava que não.  Mas o Fe tinha. Ele estava doente de novo. E sabendo tudo que teria que passar novamente, terminou comigo pois não achava justo eu ter que sofrer com ele tudo que ele tinha que sofrer. 
Ele era obrigado a passar por tudo aquilo, mas eu não. Um dia deixei meu orgulho de lado e fui procurá-lo. Chegando na casa dele o encontrei aos prantos no quarto. Foi aí que ele me contou. Acho que por alguns segundo meu mundo saiu de órbita. Até digerir tudo aqui… Tive medo, pânico, pavor… Não sei explicar o nome do que senti. Engoli todo o desespero, o abracei e disse que ele não estava sozinho. Que ele querendo ou não, era do lado dele que eu ia ficar. Enfrentaríamos tudo juntos e ele iria ficar bom pra me levar pro altar. Porque era com ele que eu iria casar. 
Hospital Edmundo Vasconcelos. Ali virou nossa segunda casa. Quimioterapias, vômitos, náuseas, efeitos colaterais,  dor, angústia, medo… Muita coisa ruim. Mas acho que nesse hospital foi onde aprendo o verdadeiro sentido da palavra amor. Nos dias "bons" riamos, dormíamos de conchinha, assistíamos filmes, batíamos papo. As vezes nem parecia um hospital.  Nos dias ruins Fe nem acordava pra dar bom dia. A essa altura já tinha largado a faculdade e me dedicava apenas ao trabalho e ao Felipe. Era uma corrida contra o tempo. Precisávamos de um doador. Sem irmãos de mesmo pai e mãe, com a família pequena as chances eram mínimas. Não dava pra saber até quando o corpo dele ia agüentar as pesadas sessões de químios. Geralmente eram 30 dias internado e uma semana em casa pra recarregar as energias. A cada dia nos tornávamos mais próximos. Acho que depois do Felipe eu passei a acreditar em alma gêmea. Era incrível como ele me conhecia só de olhar.
Em um desses intervalos em casa, eu estava no trabalho quando a mãe dele me ligou gritando: tínhamos achado um doador. O Felipe estava salvo. Ia dar tudo certo. Estava acabando. Olha eu acho que nunca na minha vida me senti tão feliz. Meu peito parecia que ia explodir de gratidão de emoção de felicidade! Mas aí aparecem mil dúvidas: será que é mesmo compatível? Será que a pessoa vai querer doar? Será que vai dar tudo certo?  Voltamos correndo pro hospital, dessa vez o São Camilo.
Começaram novas sessões de químios. Uma mais agressiva que a outra. Mas dessa vez tinha uma certeza: ia dar tudo certo. E deu. A medula era compatível, o doador aceitou doar, o transplante foi um sucesso. Depois do transplante é tudo muito sofrido e perigoso. A vulnerabilidade a infecções e bactérias é enorme. A pessoa sente dores terríveis, perde peso, sente náusea, tonturas, falta de apetite… O Fe superou tudo isso. Ele tinha vencido.
Um dias antes do meu aniversário (19/07) o Felipe teve alta. Ganhei um bolo surpresa. Tinham meus avós, meus pais, meus irmãos, minha sobrinha, meus grandes amigos e meu namorado BEM. Não tinha o que pedir na hora de apagar as velas. Estava feliz! Plenamente e completamente feliz. Acordei com café na cama e um beijo de bom dia. Infelizmente que felicidade durou pouco. Poucos dias depois o Fe começou a se sentir mau e teve que ser internado.
Não sei explicar, mas no dia que fomos para o hospital, mesmo ele estando clinicamente bem, eu sabia que ele não voltaria mais.
Foram 20 dias de internação! Os mais longos e mais sofridos. O Fe teve uma piorada rápida. A cada dia quebrei chegava lá ele parecia pior e pior. Ninguém sabia explicar como mas apesar do cuidado ele tinha contraído uma bactéria. Teve uma infecção generalizada. Comecei a ver meu amor indo embora. O desespero tomou conta de mim. É cortante não poder fazer nada para aliviar a dor de quem a gente ama. Depois de 3 dias aterrorizantes na UTI o Fe foi embora.  
É um momento que não separa ninguém por raça, sexo ou religião. Todo mundo sente o mesmo, seja dor ou impacto. Todo mundo sente. Aquele minúsculo milésimo de segundo que antecipa a pancada brusca que a gente recebe no coração. Foi assim que eu senti quando me disseram que ele tinha ido embora. 
Daquela noite de 20/08/2013 muito pouco me lembro. O que me lembro é que fiquei ali, até o último suspiro. Apesar de todo o pavor. Enfrentamos juntos. E eu morro de orgulho de ter sido a namorada do Felipe Ricardo Lopes. O ogro mais fofo e romântico que eu vi na vida. O coração maior e mais mole que eu pude conhecer. Eu cresci tanto com ele que não consigo mais voltar ao tamanho que tinha antes, como se eu estivesse fora do lugar, sabe? Sem ele eu sinto que não me encaixo mais na minha própria vida. Eu sei que um dias as coisas vão voltar ao “normal”. É só que o mundo com ele era mais seguro.
Não sei se ele soube, mas as minhas melhores ações são sobre ele – e que as minhas maiores confissões envolvem o que é nosso e o que ninguém mais sabe. Nem você ele. Ele nunca soube mas ele me salvou de mim mesma.   Eu sei o cheiro dele de cor e salteado. Eu sinto de vez em quando no meu quarto. Mesmo que ele não esteja aqui.
Nos falávamos do futuro, como quem fala de um sonho bom. Juntei minhas vontades com as dele, e as transformamos em momentos perfeitos. Vai ficar guardado cada sorriso que trocamos. Vai ficar guardada cada saudade que não matamos… E se o presente fugiu dos nossos planos, eu pego o que passou e guardo num canto bonito do peito.
Ele é uma das histórias mais lindas que o meu coração tem pra contar…"
É de partir o coração, não é mesmo gente?
Me enviem histórias de vocês por email (amanda_volpato@outlook.com) que vocês queiram compartilhar conosco (pode ser anônimo).
Beijo da Mands!

27/09/2014

Recomeço - Resenha



Nome: Recomeço
Autora: Cat Patrick
Editora: Intrínseca
Páginas: 303
Edição: 1ª

Sinopse:

"Tudo começou com um acidente de ônibus. Daisy Appleby era pequena demais para lembrar — tem apenas flashes do acidente que a matou, e de ter sido trazida de volta à vida. A partir daquele momento, ela se tornou uma das catorze crianças que fazem parte de um programa secreto do governo que visa aprovar um novo medicamento: o Recomeço. Daisy já morreu algumas vezes, e a cada morte ela recebe um novo sobrenome, vai para uma nova cidade e ganha uma nova história. A única constante em sua vida é a própria inconstância. Ao conhecer Matt e Audrey, seus primeiros amigos de verdade, após sua quinta morte, ela tenta criar raízes em mais um lar e começa a descobrir segredos sobre o programa Recomeço. Quanto mais informações vêm à tona, mais Daisy percebe que não passa de um peão em um jogo sinistro, que pode revelar que seu mundo — e tudo no ela que acredita — é uma grande mentira."


Sinceramente, acho que Cat Patrick tem a maior imaginação do mundo! Eu fiquei encantada com as surpresas que esse livro pode nos dar. É o tipo de livro que você quer ler logo até saber o final, mas não quer que acabe nunca, porém, infelizmente, acabou. 
Eu fiquei impressionada com as emoções que esse livro me provocou. Ele me fez rir, me apaixonar, chorar, ficar triste, ficar encabulada e surpresa. É um livro que vale MUITO a pena ser lido e recomendo para todas as idades.
Ele vai levar 5 estrela (mesmo merecendo 200).
Deixem sua opinião aqui em baixo, e até a próxima.
Beijos da Mands!

26/09/2014

John Green - Biografia


Hoje eu resolvi fazer um post do meu autor preferido: John Green!

-> Biografia

John Green nasceu em Indianapolis, filho de Mike e Sydney Green, mas a família dele se mudou 3 semanas depois de seu nascimento para Orlando, Florida. Ele frequentou a "Lake Highland Preparatory School" e depois a "Indian Springs School" (escola usada como cenário do livro Quem é você Alaska?) e se formou pelo Kenyon College em 2000 com diploma duplo: em Inglês e Estudos Religiosos. Ele já falou sobre sofrer bullying na adolescência e como isso tornava a vida dele infeliz.

Depois de se formar na faculdade, Green passou cinco meses trabalhando como estagiário em um hospital pediátrico enquanto estava matriculado na "University of Chicago Divinity School" (embora ele nunca tenha comparecido às aulas). Ele tinha planos de se tornar um padre episcopal, mas a experiência de trabalhar em um hospital com crianças sofrendo de doenças com risco de vida o inspiraram a ser um autor, e a escrever alguns anos depois A culpa é das estrelas.

Ele viveu muitos anos em Chicago, onde trabalhou para o jornal Booklist como assistente de publicação e editor de produção, enquanto escrevia Quem é você, Alaska? Trabalhando lá, ele revisou centenas de livros, particularmente ficção e livros sobre o Islã ou gêmeos siameses. Ele também foi um crítico de livros para o The New York Times Book Review e escritor para NPR e outra rádio menor de Chicago.Green morou em Nova York por dois anos enquanto sua esposa fazia faculdade.




-> VlogBrothers - O projeto

Em 2007, John Green e seu irmão Hank começaram um Vlog chamado Brotherhood 2.0 que funcionou de 1 de Janeiro até 31 de Dezembro daquele ano. Os dois irmãos concordaram que eles não usariam roteiros neste projeto nem se falariam. O único modo de comunicação permitido entre eles eram os vídeos que cada um postava, sempre um enviando a resposta para o vídeo anterior do outro no dia seguinte. Esses vídeos foram para um canal do YouTube chamado "vlogbrothers" (e para o site de mesmo nome) onde eles conseguiram uma grande audiência. No último vídeo do projeto, eles revelaram que manteriam a correspondência por vídeos indefinidamente, e desde de 2014 continuaram se falando através do vlog.

O projeto dos dois ganhou atenção internacional, sendo criada uma "fanbase" chamada de "Nerdfighters". Os Nerdfighters, em colaboração com os dois, promovem e participam de um grande número de trabalhos humanitários, incluindo o "Project for Awesome", um projeto para arrecadar fundos para a caridade. Os líderes dos Nerdfighters fizeram um site para arrecadar dinheiro que até agora já tem quase $3 milhões destinados ao desenvolvimento mundial.

Para manter o canal vlogbrothers, os dois criaram vários projetos paralelos. Esses incluem "Truth or Fail", um game show do YouTube apresentado por Hank com uma variedade de convidados. HankGames (também conhecido como "with..." or "without Hank"), que consiste em mostrar Hank e a vencedora de um Emmy: The Lizzie Bennet Diaries, jogando vídeo-game. Em 2012, aceitando uma proposta do Google, criaram vários curtas destinados à educação chamado Crash Course. Os temas incluem História Mundial, História Americana e Literatura (apresentado pelo John) e Química, Biologia, Ecologia e Psicologia (apresentado pelo Hank) e "SciShow" (em tradução livre: a ciência das coisas).

Green também participa do canal da revista Mental Floss no YouTube. Ele já havia contribuído com a revista na metade dos anos 2000.




-> Nerdfighters

Ao longo desse projeto, os irmãos passaram a se dirigir a sua audiência como "nerdfighters", já que, supostamente, ela era toda composta por nerds. Depois do sucesso do vídeo July 18: Accio Deathly Hallows (no spoilers), a popularidade do seu canal passou a aumentar cada vez mais e o público que assistia já não se restringia a nerds. Os Vlogbrothers agora explicam o que é nerdifighter com a popular frase: “Eles são como pessoas normais, mas ao invés de carne e osso, eles são feitos de maravilha” - John Green. 

Em 2005, ele escreveu "Quem é você, Alaska?" 


Em 2006, escreveu "Teorema de Katherine" 


Em 2008, escreveu "Cidades de Papel"


E em 2012, escreveu "A culpa é das estrelas"


Fonte: Wikipedia (biografia) e Tumblr (imagens)

Espero que tenham gostado. Deixem nos comentários algum autor que vocês acham que eu poderia estar fazendo a biografia aqui no blog.
Beijinhos da Mands!



25/09/2014

De Leitor para Leitor - Parcerias


Fechei mais uma parceria com a linda, Francine Nunes, 25 anos, São Paulo.

http://citacoesdeumleitor.blogspot.com.br/

"De Leitor para Leitor é um blog voltado para o universo literário, nele contêm resenhas, dicas de livro, histórias interessantes e novidades do nosso mundo em páginas. "

Quer fechar uma parceria conosco? Acesse Política de Parcerias e saiba como!
Beijo da Mands.

24/09/2014

TAG: 12 Objetos que quero ter antes de morrer


Gente, eu estava pensando em quantas coisas simples, porém, que eu ainda não tenho. Então eu resolvi criar uma TAG: "12 objetos que quero ter antes de morrer".
Vamos lá?

1º Marcador de página de "dedo"


Existe coisa mais fofa, gente?
Alguém aí já comprou um desses pela internet? Eu não estou encontrando em lugar nenhum :(

2º  Peso de livro transparente


Acho que essa é a coisa mais útil que a humanidade já inventou hahaha passo muita raiva com esses livros que insistem em ficar fechado, ainda mais quando eles são pesados!
(Ta aí outra coisa que não encontro em site algum para comprar </3)

3º  Gravador em relevo personalizado para organização da biblioteca


Acho que estou apaixonada por esse invenção *-*

4º  Prateleira de livros flutuante


Gente, esse daí foi amor a primeira vista! Vocês não tem noção do quanto que eu preciso de um lugar pra colocar livros. Meu quarto está com mil livros jogados nos cantos, por não ter onde colocá-los.

5º Marcadores de livro que “falam”


Eu tenho uma paixão secreta por marcadores de páginas hahaha

6º Vela com aroma de livro


Existe cheiro melhor no mundo?

7º Capa para MacBook


QUE COISA MAIS LINDA!

8º Marcador de páginas em formato de perna


Que coisa mais fofa *-*

9º Lápis forrados com páginas de livro

Oi, criatividade! <3

10º Caixa de lenços em formato de livro


Pra quem lê A Culpa é das Estrelas centenas de vezes (tipo eu) hahaha.

11º Clip de luz para leitura


Ótimo para quem não tem o interruptor da luz do lado da cama (entendedores entenderão hahaha)

12º Marcador de páginas sangrento


E a criatividade? Não para!

Bem pessoal, foi isso. 
Comentem aqui em baixo, se vocês já acharam, onde eu posso encontrar esses produtos, pois eu não estou encontrando em lugar nenhum.
Beijinhos da Mands!

23/09/2014

I Love My Books - Parcerias


Gente, estou tão feliz que o blog está crescendo, estou conseguindo mais parcerias e etc... 
E para completar, fechei uma nova parceria com a Silvana Sartori, que me falou um pouco mais sobre o blog.

"O I LOVE MY BOOKS foi criado no dia 06/02/2013 na verdade meio que sem compromisso, porque a minha intenção era fazer um blog privado para que eu pudesse escrever para mim mesma, mas com o passar dos dias, acabei conhecendo alguns Blogs literários pela internet e fiquei bastante motivada a começar a fazer um, porque eu sempre gostei bastante de ler.
Fiz amizades com diversos Blogueiros e Autores Nacionais que hoje são meus parceiros e amigos que irei levar sempre no meu coração, pois sempre estão me acompanhando e torcendo em tudo que faço.

Tive o prazer de ir esse ano para Bienal de SP e conhecer pessoas muito queridas que me recebeream de braços abertos. Pude comprar vários livros para poder resenhar no I LOVE MY BOOKS e também de certa forma acabei sendo presenteada com tudo que consegui por lá, pois esse foi o meu presente de aniversário desse ano. Que aliás, estarei completando meus aninhos amanhã - Dia 23 de Setembro 
Enfim...
Agora o que falar de mim?

Sou Paulistana, 30 anos, formada pela Universidade de Taubaté em Tecnologia em Webdesigner.

Já fui vendedora da livraria NOBEL/ Já trabalhei como Webdesigner e Designer Gráfico (Agência e Freelancer) e também em estúdios Fotográficos montando Álbuns de Casamentos e projetos em Autocad na Empresa R.Sartori Engenharia.
Agora venho me dedicando bastante sendo Blogueira com Divulgações de Editoras e Autores Nacionais.
Sou Apaixonada por livros, Filmes e Séries e sempre procuro ficar ANTENADA com as novidades em GERAL!
E o mais importante nesse cantinho para mim é que eu ADORO fazer NOVAS AMIZADES." 


Quer fechar uma parceria comigo também? É só consultar a Política de Parcerias
Até a próxima,
Beijo da Mands!

22/09/2014

Faça você mesmo: Marcador de Páginas


Oi gente, hoje eu vim aqui pra mostrar um tutorial super bacana da Camila Soares.
É um marcador de página muito fofo, que eu já testei e deu certo, porém eu consegui perder ele </3 Caso eu ache ele eu posto aqui pra vocês verem como ficou, ok?
Acompanhem o vídeo para saber como fazer:


Espero que tenham gostado! 
Façam os seus em casa e me mandem por email (estantedorefugio@hotmail.com) que eu vou posta-lo aqui.
Beijinhos da Mands!

21/09/2014

Boneca de Pano Rosa - Parcerias


Gente, eu estou SUPER feliz, pois fechei a primeira parceria do blog com, nada mais e nada menos, a Guta, do blog Boneca de Pano Rosa.
Augusta tem 16 anos, é do Rio Grande - RS, quer fazer jornalismo e estuda informática no IFRS. O Boneca de Pano Rosa foi criado, por ela, em 2010 e se trata de tudo um pouco do mundo feminino (livros, filme, maquiagem, compras...). Atualmente ela está fazendo uma série de posts ensinando como comprar na Aliexpress, vale a pena conferir!


Você tem interesse em fechar parceria comigo? Só conferir a Política de Parcerias, que faremos parcerias incríveis!
Até a próxima, beijos da Mands.

20/09/2014

Se eu ficar - Resenha


Fonte: http://www.meninicesdavida.com.br
Nome: Se eu ficar
Autor: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Páginas: 195 (sem contar as entrevistas do final que não fazem parte da história)

Sinopse:

"A última coisa de que Mia se lembra é a música. Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas." 

Trailer do filme:



Esse livro, diferente do que parece, é triste mas não é ao ponto de você querer morrer. Muito pelo ao contrário, Mia nos dá um exemplo magnífico de motivação para viver (mesmo que ela, talvez, não queira ficar). 
Eu engoli esse livro em, no máximo, três dias e fiquei fascinada com tudo. A capa desse livro é perfeita e as páginas são enfeitadas (muito fofinhas, por sinal). A leitura é bem fácil de compreender e é bem leve.
"Se eu ficar" realmente me fascinou e por isso vai levar 4 estrelas (é uma "histórinha" legal, mas não é NOSSA, MEU DEUS!) e recomendo a todos vocês.
Beijo da Mands, e até a próxima!


19/09/2014

Os 13 porquês - Resenha


Fonte: http://codinome-beija-flor.tumblr.com

Nome: Os 13 porquês
Autor: Jay Asher
Páginas: 255
Editora: Ática

Sinopse:

"Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker - uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento."

Gente, vocês não tem noção do mínimo de ansiedade que eu estava para ler esse livro. Ele estava no topo da minha listinha, era o mais desejado, e infelizmente, o mais esgotado em todas as livrarias. Então, em uma bela noite chegou um livro por correio pra mim, a embalagem era da Livraria Cultura (único lugar que possui esse livro, pois essa edição já está praticamente esgotada e as outras livrarias estão esperando a próxima edição, e é claro que por esses fatores, o livro não está nada barato), quando eu abri tinha uma cartinha, era o meu avô que havia me mandado (mil vezes obrigada!!!).
Clay tinha uma "paixonite" por Hannah Baker, que acabou se matando. Antes dela se matar ela gravou 7 fitas cassetes com 13 porquês (envolve 13 pessoas) dela ter se matado e essas fitas tem que ser passadas para cada uma dessas pessoas, e caso não passassem, essas histórias seriam espalhadas para todos. E obviamente o Clay recebeu essas fitas.
Vou logo falando que esse livro pode ser visto de duas maneiras. Ao mesmo tempo que ele é uma trama super bem bolada e possui uma narrativa perfeita, ele é um livro muito pesado, conta uma história muito trágica e você fica chocada com tudo isso por muito tempo (eu fiquei cerca de 2 semanas). Eu confesso que fiquei muito revoltada por perceber na quantidade de maldade que esse mundo possui, sabe? E é por isso que eu não indico esse livro (EM HIPÓTESE ALGUMA) para quem tem ou já teve depressão, pois essa é uma história totalmente depressiva.
Apesar de tudo isso, o livro nos faz refletir sobre tudo que já fizemos para alguém e se aquela ação as fez se sentir tão mal como Hannah, pois mesmo sendo coisas pequenas, elas vão se tornando uma bola de neve.
E como eu fiquei aterrorizadamente apaixonada por esse livro (pela capa, narrativa e etc) ele vai levar 5 estrelas.
Vocês já leram esse livro? Se sim, o que acharam? Deixem a opinião de vocês aqui em baixo e até a próxima.
Beijo da Mands!

17/09/2014

Novas Aquisições


Esse final de semana eu viajei para São Paulo (outras postagens sobre isso em breve) e visitei 3 livrarias (claro que eu não ia passar em branco! Hahahaha), e como sempre eu já tinha minha listinha dos livros que eu queria comprar.
Comprei 5 livros e é sobre isso que discutiremos hoje!

Recomeço - Cat Patrick


303 páginas
Editora Intrínseca
Sinopse:

"Tudo começou com um acidente de ônibus. Daisy Appleby era pequena demais para lembrar — tem apenas flashes do acidente que a matou, e de ter sido trazida de volta à vida. A partir daquele momento, ela se tornou uma das catorze crianças que fazem parte de um programa secreto do governo que visa aprovar um novo medicamento: o Recomeço. Daisy já morreu algumas vezes, e a cada morte ela recebe um novo sobrenome, vai para uma nova cidade e ganha uma nova história. A única constante em sua vida é a própria inconstância. Ao conhecer Matt e Audrey, seus primeiros amigos de verdade, após sua quinta morte, ela tenta criar raízes em mais um lar e começa a descobrir segredos sobre o programa Recomeço. Quanto mais informações vêm à tona, mais Daisy percebe que não passa de um peão em um jogo sinistro, que pode revelar que seu mundo — e tudo no ela que acredita — é uma grande mentira."

Cadê você Bernadette? - Maria Semple

Fonte: http://www.palavrasaleatorias.com/
372 páginas
Editora Companhia das Letras
Sinopse: 

"Bernadette Fox é notável. Aos olhos de seu marido, guru tecnológico da Microsoft e rock star do mundo nerd, ela se torna mais maníaca a cada dia; para as demais mães da Galer Street, escola liberal frequentada pela elite de Seattle, ela só causa desgosto; os especialistas em design ainda a consideram uma gênia da arquitetura sustentável, e Bee, sua filha de quinze anos, acha que tem a melhor mãe do mundo. Até que Bernadette desaparece do mapa. Tudo começa quando Bee mostra seu boletim (impecável) e reivindica a prometida recompensa: uma viagem de família à Antártida. Mas Bernadette tem tal ojeriza a Seattle - e às pessoas em geral - que evita ao máximo sair de casa, e contratou uma assistente virtual na Índia para realizar suas tarefas mais básicas. Uma viagem ao extremo sul do planeta é uma perspectiva um tanto problemática. Para encontrar sua mãe, Bee compila e-mails, documentos oficiais e correspondências secretas, buscando entender quem é essa mulher que ela acreditava conhecer tão bem e o motivo de seu desaparecimento. Maria Semple revela, em seu segundo romance, a influência de grandes escritores contemporâneos como Jonathan Franzen e Jeffrey Eugenides, ao mesmo tempo que se afirma como uma voz original, marcada pelo melhor humor das séries de TV norte-americanas. Sem sentimentalismos, mas com muita empatia, Cadê você, Bernadette? trata do amor incondicional de uma filha por sua mãe imperfeita."

Lua de Larvas - Sally Gardner

291 páginas
Editora Martins Fontes
Sinopse:

"Standish Treadwell é um jovem disléxico que vê o mundo de maneira diferente da maioria. Graças a essa visão, ele percebe que o mundo lá de fora não tem que ser necessariamente cinzento e opressor. Quando seu melhor amigo, Hector, é de repente levado embora, Standish percebe que cabe a ele, a seu avô e a um pequeno grupo de rebeldes enfrentar e derrotar a opressão permanente das forças da Terra Mãe. Com o pano de fundo de um regime implacável, disposto a tudo para vencer seus rivais na corrida para chegar à Lua. Este impressionante Lua de larvas é o novo livro da premiada autora Sally Gardner."

O Histórico Infame de Frankie Landau Banks - E. Lockhart


Fonte: http://www.papelpop.com/
339 páginas
Editora Seguinte
Sinopse:

"Aos catorze anos, Frankie Landau-Banks era uma menina comum. Gostava de ler, participava do Clube de Debates e era a princesinha da família. Mas nas férias de verão ela se transforma: de repente surge uma garota cheia de curvas, com uma beleza inusitada. E essa transformação física vem acompanhada de uma mudança de atitude: Frankie já não aceita um “não” como resposta. Principalmente quando esse “não” significa que ela não pode participar da sociedade secreta da qual seu namorado faz parte, só porque é menina.
Usando todas as suas habilidades (e alguns conhecimentos adquiridos nas aulas), Frankie criará artimanhas para provar que pode ser ainda mais genial que os membros da Leal Ordem dos Bassês. E a escola logo se tornará palco de pegadinhas até então inimagináveis."


Se eu ficar - Gayle Forman


Fonte: http://www.viajandonoslivros.com/
195 páginas
Editora Intríseca
Sinopse:

"Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas."


Bem, foi isso. 
Desses livros eu já li "Se eu ficar", que é simplesmente perfeito (logo logo tem resenha dele aqui) e já estou lendo "Recomeço" que estou amando!
Deixem a opinião de vocês aqui em baixo e até a próxima.
Beijos da Mands!

15/09/2014

Não se apega, não! - Resenha


Fonte: http://www.naovivosemesmaltes.com
Nome: Não se apega, não.
Autora: Isabela Freitas
Páginas: 256
Editora: Intrínseca
1ª edição

Sinopse:


"Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem para os distraídos.

Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.

Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.
Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico."

Não se apega, não não se trata de um romance e nem de uma histórinha qualquer. Esse livro é mais que isso, é realmente um livro que te ajuda e para mim ele é classificado como Auto-Ajuda. 
Cada capítulo Isabela Freitas começa com uma frase, e dentro desse espaço ela diz que tudo que pensa sobre o assunto relacionando com algo que tenha acontecido com ela. E cá entre nós, a parte boa da história é que ela não tem medo do que diz, o jeito que ela narra a trama é de um jeito desapegado e seguro, ela tem certeza no que diz e acredita exatamente naquilo.

Fonte: https://www.tumblr.com
Fonte: http://o-acaso-vai-me-proteger.tumblr.com/

"Desapegar; remover da sua vida toda e qualquer coisa que te atrase, reprima e torne o seu coração pesado."


Preciso dizer mais alguma coisa?

E baseado nisso tudo, esse livro não poderia deixar de levar 5 estrelinhas, né gente?
Espero que tenham gostado. Compartilhem com seus amigos, parentes, vizinhos, cachorros, namorados, papagaios e etc... Deixem sua opinião aqui em baixo.
Beijinhos da Mands!



Desenvolvido por Ilaloá Design (2015)